quarta-feira, 30 de maio de 2018

Oração dedicatória da América do Sul

Élder Melvin J. Ballard, do Quórum dos Doze

Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o Teu nome. No nome de Jesus Cristo, teu filho bem amado, nós, Teus servos, nos achegamos a Ti nesta bela manhã de Natal, neste lugar retirado, na cidade de Buenos Aires, Argentina, América do Sul; numa terra muito distante do nosso lar nas montanhas, mas num país ao qual Tu tens chamado como uma parte da Terra de Sião.
Estamos muito agradecidos pela nossa chegada a salvo, depois de uma viagem de vinte e um dias sobre os mares, sem um momento de enfermidade. Nós reconhecemos que Tu acomodaste os elementos para o nosso bem, e que o Teu cuidado protetor tem estado sobre nós nas nossas viagens, tanto na terra como no mar. E pela saúde e a força para obrar por Ti e por Tua causa.
Estamos agradecidos por termos sido escolhidos por Teu servo, o Presidente Heber J. Grant, para vir a esta grande terra da América do Sul, para abrir a porta para a pregação do evangelho a todos os povos das nações sul-americanas; para buscar o sangue de Israel, que tem sido mesclado entre as nações gentias, muitos dos quais, influenciados pelo espírito de coligação, têm sido congregados nesta terá.
Põe Teu Espírito nos seus corações, para que possam receber-nos, como mensageiros verdadeiros enviados de Deus, para sua salvação. Ajuda-nos a obrar por eles com o mesmo espírito em nós que teve Aquele que amou tanto aos homens que morreu por eles, que possamos efetivamente ‘chamar, persuadir e convidar’ os homens a vir a Cristo. Te agradecemos pelos poucos que nos receberam, e por aqueles pelos quais tivemos a alegria de levar às águas do batismo nesta terra. Que possam eles ser os primeiros frutos de uma gloriosa colheita.
Rogamos que possamos ter a oportunidade de apresentar às pessoas a mensagem que Tu nos enviaste a entregar, a saber: Que anjos enviados por Ti, visitaram a terra nesta dispensação, trazendo ao homem novamente o evangelho eterno. Que João Batista visitou ao Profeta José Smith, sobre quem conferiu a autoridade para batizar. Que Pedro, Tiago e João o ordenaram apóstolo do Senhor Jesus Cristo, e o investiram com as chaves do Santo Sacerdócio, com autoridade para batizar com fogo e com o Espírito Santo, e de organizar a Igreja de Jesus Cristo novamente na terra. Que Morôni, Teu antigo profeta dos americanos, visitou a José Smith e entregou em suas mãos as placas contendo uma história dos primeiros habitantes desta terra; e pelo Teu poder José Smith traduziu os caracteres das placas das quais obteve o Livro de Mórmon.
E que ele foi visitado por Ti e pelo Teu Filho amado, quem confiou nas mãos de José uma grande e nova Dispensação do Evangelho para toda a carne. Estamos agradecidos por sermos os portadores destas boas novas para os povos das Nações Sul-americanas.
E também rogamos que possamos ver o começo do cumprimento de Tuas promessas contidas no Livro de Mórmon ao indígena destas terras, que é um descendente de Leí, milhões dos quais vivem neste país, quem têm sido oprimidos por muito tempo, e têm suportado muitas aflições e sofrido por causa do pecado e transgressão, como os profetas do Livro de Mórmon predisseram.
Porém Tu inspiraste a esses profetas que prometessem ais seus descendentes que Tu trarias à luz nos últimos dias os registros dos seus pais; e que quando esses registros fossem apresentados aos seus filhos, eles começariam a crer, e quando fizessem isso, Teu favor voltaria a eles, e então Tu recordarias as promessas feitas aos seus pais, que se seus descendentes se arrependessem e recebessem o evangelho, começariam a ser prósperos e abençoados sobre a terra, e novamente se tornariam uma gente pura e deleitável. Oh Pai, que Teu Espírito obre sobre eles e manifeste a verdade destas coisas a eles, como nós e Teus servos que nos seguirão, darão testemunho de Tuas preciosas promessas a este ramo da Casa de Israel.
Pai, abençoa Tua Igreja em toda a terra; continua guiando aqueles a quem Tu tens chamado, que dirijam com a sabedoria e o poder de levá-la adiante para cumprir sua grande missão na terá. Sustenta a Teus servos que trabalham como missionários em todas as partes do mundo, que possam ter a oportunidade e o poder de advertir a todos os homens que a hora do juízo se acerca e que Tu tens oferecido através do evangelho um meio de escapar das calamidades que virão sobre toda a carne a menos que se arrependessem.
Lembra em misericórdia à “esperança de Israel”, a juventude da Tua Igreja que deverá suportar as responsabilidades do futuro,  que eles possam manter-se limpos e puros dos pecados do mundo, que possam ser considerados dignos de sua herança e chegarem-se seu glorioso destino. Abençoa àqueles que são pastores, os vigias sobre as torres de Sião, que possam guardar bem o rebanho e ser capazes de alimentar com o pão da vida as ovelhas e os cordeiros...
Apresentamos à Tua amável consideração aos membros de nossas próprias famílias, de quem estamos separados, quem, agora e no passado, tem sacrificado muito para que nós possamos levar o evangelho aos filhos dos homens. Que a saúde e a vida alcance a cada um, e que o bom ânimo que o Teu Espírito traz esteja com eles, e por sobre tudo afasta-os do pecado, e abençoa-os com fé em Ti e em Teu evangelho.
Abençoa os presidentes, governantes, e os líderes destes países da América do Sul para que eles possam receber-nos amavelmente, e dar-nos autorização para abrir as portas da salvação às pessoas destas terras. Que sejam abençoados ao administrar os assuntos de seus vários cargos, que muito bem possa chegar aos povo; que a paz possa estar sobre estas nações que Tu tens feito livres através de Tuas bênçãos sore os valentes libertadores destas terras; que a retidão possa predominar, e a liberdade plena para a pregação do evangelho prevaleça. Detém o poder do mal para que não triunfe sobre Tua obra, mas que todos Teus inimigos sejam subjugados e Tua verdade seja triunfante.
E agora, Oh Pai, pela autoridade da benção e designação de Teu servo, o Presidente da Igreja, e pela autoridade do Santo Apostolado do qual eu sou portador, dou volta à chave, e abro a porta para a pregação do evangelho em todas estas nações Sulamericanas, e repreendo e ordeno que seja detido cada poder que se oponha à pregação do evangelho nestas terras. E abençoamos e dedicamos estas nações e este terra para a pregação do evangelho. E fazemos isso para que a salvação possa chegar a todo homem, e que Teu nome seja honrado e glorificado nesta parte da terra de Sião.
Ajuda-nos a trazer homens a ti e a Teu Filho, e acelerar o dia quando Ele venha a reinar como Rei de Reis e Senhor de Senhores. E por todas Tuas bênçãos, as quais trarão êxito aos nossos labores, atribuiremos honra e gloria a Ti para sempre. Amém.





A oração foi registrada no livro histórico da Missão Sul-americana e publicada na revista Improvement Era, Tomo 4, Abril de 1926, p. 575-577. Do original foi feita uma tradução ao espanhol pelo Élder Cargos Agüero, Setenta de Área (Área América do Sul Sul) em janeiro de 2000. (Ver: Conmemoración del inicio de la predicación del evangelio en Sudamérica, Néstor Curbelo, p. 4-7) A partir da tradução feita pelo Élder Agüero foi feita uma tradução ao português por Renan Silva, entre novembro de 2013 e junho de 2014, enquanto servia na Missão Argentina Córdoba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário